“” Construção de estradas aproxima o desenvolvimento da Angola

projetos/2020/11/18/unic-estradas-angola

Projetos

Construção de estradas aproxima o desenvolvimento da Angola

unic-pro-estrada

A rede de infraestruturas de Angola tem mais de 73.000 km de estradas.

Apesar de várias estradas terem sido reconstruídas e melhoradas, em geral encontram-se em estado de degradação, pelo que é necessária a construção de novas estradas que liguem o povo angolano de forma homogênea.

 “O país abriu uma nova era no domínio da construção de estradas, com base nas normas da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC), ” disse, em setembro, o Ministro das Obras Públicas e Urbanismo, Manuel Tavares de Almeida, na Vila de Mussende, localizada na província de Cuanza Sul.

João Lourenço, atual presidente e político do partido no poder, prometeu depois de chegar ao poder em 2017 um “milagre econômico” na Angola depois que o país foi seriamente afetado pela queda dos preços do petróleo.

A construção de estradas está altamente ligada ao desenvolvimento e à produtividade de um país. O Ministro de Estado da Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior, destacou que as estradas são um fator de desenvolvimento do país, no quadro da estratégia do Executivo de aumentar a produção nacional e reduzir as importações.

Manuel Tavares de Almeida, que liderou a abertura da autoestrada Cariango/(Quibala) Mussende, disse que esta obra é apenas um início e que vai continuar com a construção de mais 90 quilómetros que vão ligar Mussende e Cangandala (Cuanza Norte).

O chefe do Ministério das Obras Públicas e Urbanismo explica a importância dos investimentos em infraestrutura. “Esta é uma ação estratégica que tende a interligar o Centro-Sul com o Leste, com a construção de mais 150 quilómetros que ligam o Mussende (Cuanza Sul) ao Andulo (Bié), projecto já aprovado a nível superior, pendente desde o seu início em 2021″, afirmou.

Nesse sentido, ele alerta que a preponderância do petróleo bruto e sua flutuação de preços não são inteiramente favoráveis à estabilidade do país. “Não podemos continuar a depender da crise cíclica do petróleo que sacode nossa economia. Temos que resolver esse problema, criando empregos, mais renda para as famílias e reduzindo a pobreza”, concluiu.

As obras de reabilitação dos 33 quilómetros da Estrada Nacional 240 começaram em junho de 2019. Esta estrada facilita a circulação rodoviária entre as províncias de Malanje e Bié, através da estrada Quibala/Mussende, podendo desta última viajar para Malanje e vice-versa.

Todos os alunos que desejam ampliar seus conhecimentos na área de infraestrutura e construção, para que possam desenvolver projetos nesta área, poderão cumprir seu objetivo com os programas universitários oferecidos pela UNIC. Um dos cursos oferecidos é a Licenciatura em Engenharia Civil.

Fonte: Angola abre una nueva era en la construcción de carreteras.

Colaboradores

Copyright Universidade Internacional do Cuanza - Todos os direitos reservados © 2022.